Uma t-shirt reciclada há-de trazer a Primavera

Uma t-shirt usada, uns pedaços de tecido e feltro, linhas e pouco mais, mexe-se com um pouco de imaginação e tem-se uma nova t-shirt, original e única, recorrendo à chamada arte aplicada.

Conhecem aquele ditado que diz que uma andorinha não traz a Primavera? Talvez uma borboleta faça a diferença e traga nas suas asas tempo mais ameno e leve. Com isso em mente, resolvi experimentar este projecto inspirado numa ideia de uma revista.

Cá está o resultado final, na minha fiel Gigi:

Vista de costas; reparem que a t-shirt termina na borboleta, deixando ver a parte de trás da saia/calças na totalidade

A borboleta é feita em tecido (asas) e em feltro (corpo da bichinha e bolinhas nas asas); tem ponto cobertor a toda a volta. Também em toda a barra da peça e nas mangas foi feito ponto cobertor.

Para realizar este projecto, precisei de uma t-shirt lisa – esta andava cá por casa há já algum tempo, embora em óptimo estado! -, de entretela termocolante, lápis, pedaços de tecidos com cores harmoniosas entre si, feltro, linha de bordar, linha de alinhavo, ferro de passar, tesoura, agulhas, giz de alfaiate e o molde.

Primeiro, como queria colocar a borboleta perfeitamente centrada, passei uma linha de alinhavo pelo centro da t-shirt, nas costas. De seguida, copiei o molde para o lado liso da entretela. Recortei com cerca de 0,5 cm a mais em volta do desenho. Como o tecido utilizado para a área maior das asas é riscado enviesado e eu queria que ambas as asas tivesses os riscos em sentido semelhante, cortei o desenho ao meio e apliquei-o no tecido (pelo avesso) como pretendido.

A entretela termocolante é um papel que cola de ambos os lados, em presença de calor, daí a necessidade do ferro de engomar. Temperatura média, durante uns 5 segundos e ficamos com o tecido colado num dos lados – o outro tem um papel que impede essa face ficar também colada nesta primeira fase. Depois de arrefecer, podemos cortar pelo risco do desenho. Esta técnica foi utilizada nas asas da borboleta, embora a zona azul escura seja outro tecido. Isto é, são duas camadas de tecido, uma sobre a outra, ambas entreteladas.

Para o corpo e as bolinhas das asas, utilizei feltro. Com o molde destes elementos em papel sulfito, cosi-o ao feltro com linha de alinhavar – retira-se mais facilmente que a linha de coser – e recortei pelo desenho.

Retirei a película protectora das asas maiores e coloquei-as na t-shirt, tendo o cuidado de as centrar e deixando 1 cm entre o extremo inferior do desenho e a barra da t-shirt. Passei novamente com o ferro, desta vez para fixar as asas à peça de roupa. Retirei a linha do centro – já não é necessária. Depois, fixei as aplicações azuis escuras, e cosi o corpo da borboleta e as bolinhas com linha de coser azul escura para sobressair.

Com o giz de alfaiate desenhei umas ondinhas para fazer nova bainha (barra) à t-shirt. Fiz o mesmo nas mangas. Cortei. Com linha de bordar bege (da mesma cor do corpo da borboleta e das bolinhas nas asas), caseei a borboleta toda à volta –  asas e corpo (este apenas no extremo inferior) – a bainha e as mangas.

Agora resta esperar pela Primavera :O)…

Vista de frente: reparem no efeito ondulado e caseado na bainha e nas mangas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: