Vai uma partida do Jogo do Galo?

Quem é que nunca matou tempo a jogar o jogo do galo? Este é jogo de regras simples, sem ser necessário muito para se poder jogar -basta um papel e algo que escreva – e cuja origem remonta a tempos desconhecidos.

Sabiam que no Brasil é conhecido por jogo da velha? Segundo a wikipédia, este nome teve origem na Inglaterra, quando à tardinha as mulheres se reuniam para conversar e bordar. Impedidas de o fazer, devido à sua visão fragilizada, as mulheres mais velhas entretiam-se com este passatempo.

Inspirada na internet e no livro ‘Costuramania’, de Joana Nobre Garcia, criei este Jogo do Galo, versão infantil em tecido e feltro.

O saco, feito com tecido de algodão com padrão de banda desenhada, tem dois propósitos: guarda as 1o peças – 5 redondas e 5 em cruz – e é tabuleiro, poupando-se assim no papel e na tinta ;O)

Quem ganha? Os círculos amarelos ou as cruzes laranja?

Este é um projecto relativamente fácil.

Comecei por escolher o tamanho que teria cada peça – 5 cm.

Com esta medida, fiz as contas para resultar num saco de 15cm (largura) por 20 cm (comprimento).

Para o saco, utilizei um pedaço de tecido que andava cá por casa, desde que eu era menina. Cortei 2 pedaços com 19 cm de largura (15 cm+2cm+2cm – estes 4cm para costuras), por 23,5 cm (20cm+2cm+1,5cm – estes 3,5cm para as costuras).

Utilizei ainda um pedaço de tecido branco – este era um pedaço sobrevivente de um lençol – com 19 cm por 19 cm. Porquê 19 cm? Porque temos de contar com os 2 cm adicionais a toda a volta para as costuras ;O).

No pano branco, já cortado, fazemos as medições necessárias: os tais 2cm a toda a volta, e a partir daí 5 cm+cm tanto na vertical como na horizontal, para desenharmos a base do jogo, tal como faríamos no papel. Passei depois essas linhas – no total são 4 – pela máquina, com linha verde. De seguida, entrelei o ‘tabuleiro’ (com entretela termocolante numa das faces). D

Passamos agora ao saco em si. Antes de o coser, há que unir o topo do tabuleiro a um dos pedaços do tecido padronizado, com o cuidado de o fazermos no lado direito do tecido. Depois, basta coser o saco todo à volta. De seguida, cortamos ligeiramente os cantos do saco e chuleamos as beiras. Para fechar o saco, metemos 0,5 cm para dentro e, de seguida, mais 1 cm – será por aqui que passará o cordão. Cosemos na máquina. Fazemos 2 casas – eu fi-las à mão; caso queiram fazer na máquina convém fazer antes de fechar a zona por onde passa o cordão! – e colocamos o cordão. Está feito o saco!

O saco terminado

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para as peças, utlizei feltro fino em amarelo e laranja, e feltro grosso em verde. Faz-se os moldes redondos e em cruz de forma a caberem nas divisões do tabuleiro – no meu caso, 5 cm, recordam-se? Cortamos nos feltros amarelo e laranja e colamos no feltro verde. Deixamos secar. Com a máquina, costuramos para reforçar a união dos feltros – no meu caso não me preocupei demasiado com estas costuras ficarem direitinhas, pois as pequenas falhas acabam por trazer algum charme às pecinhas! Depois, é só cortar as peças e pronto, está mais um projecto terminado. Esta é uma óptima ideia para uma prendinha personalizada e original, além de adaptável a qualquer idade.

Que tal? Jogamos?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: