Calor precisa-se!

Sou uma terrível friorenta!

Assumo que sou uma daquelas pessoas que, no Inverno, anda com 3 camisolas, collants, calças, casaco comprido, 2 pares de meias, botas, luvas, cachecol e gorro e continua a sentir-se desconfortavelmente fria. Daquelas pessoas que, à noite, não dispensa um belo saquinho de água quente para aquecer a caminha… além dos lençóis de flanela ultra grossos, dois edredons e um cobertor…

Perante isto, ao deparar-me, na internet, com umas almofadinhas para aquecer no microondas, não é estranho que as tenha feito. Além disso, são óptimas em caso de dores musculares, podendo ser utilizadas tanto quentes como frias (podem ir ao congelador). Claro que não me limitei a fazer as standard, com cerca de 25×16,5 cm, e inventei-as também mais pequenitas para levar nos bolsos dos casacos, com 9×4,5 cm.

Começo por mostrar o resultado final das 5 que já terminei:

Cinco almofadinhas prontinhas para aquecer

Detalhemos: as almofadinhas em si, fi-las em pano cru e linha 100% de algodão pois apenas este material pode ir ao microondas em segurança. Se encontrarem tecido cuja composição estejam certos de ser 100% de algodão poderão fazer as almofadas sem necessidade de fronha, mas até por motivos higiénicos – as fronhas podem ser lavadas quando quisermos -, acho preferível fazer como fiz.

Almofadinhas em pano cru

Quanto ao interior, utilizei arroz extra longo cru e alfazema seca – assim além do calor, solta-se um aroma muito agradável e relaxante. Não consigo indicar quantidades certas pois juntei o arroz e a alfazema a olho; atenção que as almofadinhas grandes devem ficar bastante flexíveis pelo que não devemos enchê-las de mais. Depois de juntar o arroz e a alfazema, aqueci tudo no microondas, deixei arrefecer e depois coloquei no congelador durante a noite, para garantir que potenciais bicharocos não se propaguem. Somente depois, enchi as almofadas.

Não me vou alongar com o processo de realização das almofadas e das fronhas, pois é fácil, bastando medir, cortar e coser na máquina.

Almofadinhas com 25×16,5 cm

Para as mais pequeninas, aproveitei as ourelas dos tecidos para finalizar as beiras dos saquinhos, coloquei uma fitinha de organza de forma a poder comportar uma argola para usar como porta-chaves (é cheiroso, quentinho e bonito), e queimei as pontinhas das fitas para não desfiar.

Porta-chaves quentinhos, cheirosos e bonitos

 

Esta é uma prendinha gira e útil para oferecer. É aconselhável juntar-lhe uma pequena bula de utilização: devem ser aquecidas entre 1/2 a 2 minutos, consoante o tamanho – as mais pequenas precisam de menos tempo; se o enchimento for apenas com arroz, convém colocar um copo de água no microondas para que o material não fique demasiado seco – como utilizei alfazema há a libertação de alguma humidade e o copo de água não é imprescindível, mas também o podem usar; apenas as almofadinhas (sem as fronhas) devem ir ao calor para garantir segurança; com o passar do tempo e as utilizações podem ser necessárias substituições do enchimento.

Gostaram, têm dúvidas, querem encomendar? Já sabem que estou, como sempre, à vossa disposição :O)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: