Adeus buracos!

Além das calorias, há outro bichinho capaz de nos tirar o sono quando o assunto é a nossa roupa. Sabem qual é? A traça!

Ora este insecto, do qual há 4 espécies diferentes a fazerem parte do típico agregado familiar comum – o meu blog também é cultura, como tenho avançado diversas vezes :O) -, alimenta-se, entre coisas saborosas, das nossas roupas, com um apetite voraz sobretudo por tecidos de origem animal – ora aqui temos mais uma boa razão para optar por tecidos de origem vegetal ou sintética!

É complicado conseguir ter um lar livre destes bicharocos, mas podemos adoptar alguns truques para minimizar a sua presença. Desde saquinhos de alfazema, pimenta do reino, cascas de limão ou laranja, cânfora… Todas as alternativas têm em comum o facto de darem resultado até o seu cheiro desaparecer, pelo que há necessidade de ir renovando. Duas outras coisas muito importantes: não guardar a roupa suja pois parece atrair ainda mais as traças, e quando a guardamos (a roupa, não as traças!) por largo tempo devemos fazê-lo em sacos plásticos ou malas bem seladas.

Claro que apesar de todas os cuidados, de tempos a tempos teimamos em descobrir nos nossos armários algumas peças vítimas da fome ‘traçal’, como camisolas de lã que adoramos e não queremos deixar de usar…

Camisola com 55% de lã de alpaca, 30% lã e 15% nylon, cuja manga estava visivelmente 'saboreada'

Camisola com 55% de lã de alpaca, 30% lã e 15% nylon, cuja manga estava visivelmente ‘saboreada’

Este é apenas um exemplo de como esta camisola tinha sido atacada por traças.

Mas com um pouco de jeito, paciência e linha de coser da mesma cor, podemos recuperar o seu encanto e voltar a usá-la.

Mesma manga, sem buracos

Mesma manga, já sem buracos

Há efeitos colaterais das traças mais difíceis e outros mais fáceis de arranjar. Nesta camisola havia mais buracos mas estes foram os mais complicados porque o material em volta estava já bastante debilitado e era uma questão de pouco tempo até não haver volta.

Conclusão: não se deixem vencer por traças esfomeadas! Se realmente gostam de alguma peça atacada na sua integridade física não desistam à primeira, tentem arranjar ou procurem a ajuda de alguém habilitado.

2 comentários (+add yours?)

  1. céu romeiro
    Jan 11, 2013 @ 16:32:49

    OLÁ MINHA QUERIDA sUZANINHA E TUDO DE MARAVILHOSO PARA TI :o)) VOTOS DE UM ANO COM MUITOS SONHOS REALIZADOS E IDEIAS MARAVILHOSAS:o)) SERZIR É COMO SE CHAMA ….TENHO ALGUM JEITINHO PARA O FAZER …. TAMBÉM SEI TAPAR BURACOS :o)) NOITE FELIZ MINHA AMIGA :o)) CÉU

    Responder

    • suzanices
      Jan 11, 2013 @ 22:45:44

      Tapar buracos é uma arte, e não apenas na costura ;O). Imagino os buracos que já tapaste na tua luta. Que a vida nos continue a dar a capacidade para os tapar ou contornar. Dias e noites felizes para ti :O)

      Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: