T-shirts – há vida para além do corpo

Estes post e tutorial são dedicados a todos aqueles que não se conformam com a suposta falta de utilidade de t-shirts já bem usadas mas cheias de valor sentimental.

Pediram-me que transformasse uma t-shirt alusiva ao Park Güell, em Barcelona, numa bolsa com face dupla para carregar cadernos, anotações, etc.. Aceitei o pedido com duplo prazer: além de ser algo que nunca tinha feito, sou fã assumida de Antoni Gaudi! Ainda não consegui ir a Barcelona, mas Barcelona e Gaudi acabam sempre por vir ter comigo de uma forma ou outra ;O)

Mas passemos ao trabalho!

Para este projecto, necessitei do seguinte material:

Uma t-shirt já sem uso;  tecido cujos tons se harmonizem com a t-shirt; uma alça de uma pasta já sem uso; linhas de coser nas cores pretendidas; linha de alinhavar

imagem 1

imagem 1

E dos seguintes utensílios:

Agulhas, alfinetes, tesoura, fita métrica, esquadro, giz de alfaite, máquina de costura.

Começamos por cortar a t-shirt, transformando-a em dois pedaços de tecido o mais direitos possível. Neste caso, a melhor forma é, tendo como referência o limite superior do desenho, encontrar os locais de corte correctos com recurso a um esquadro (imagem 2).

imagem 2

imagem 2

Depois de encontradas as paralelas laterais e a perpendicular superior, medimos o comprimento, traçamos as quatro linhas de corte, fixamos a frente e as costas da t-shirt com alfinetes e cortamos. Aqui conseguimos obter dois pedaços de pano com 28 cm de largura por 38 cm de comprimento (imagem 3). Será com essas medidas de base que iremos cortar o tecido padronizado. Contudo, neste caso, e devido à diferente resposta dos tecidos relativamente ao desfiar, os panos da t-shirt necessitaram apenas de 1 cm de valor de costura, contra os 2 cm dados aos outros.

imagem 3

imagem 3

É agora altura de preparar o bolso da bolsa. Como este elemento vai ser colocado na face padronizada, fiz acerto entre o bolso e o tecido, isto é, o desenho de ambos coincide, o mais perfeitamente possível, passando quase despercebido (imagem 4). Noutros projectos este passo não será necessário, mas aqui pareceu-me indicado.

imagem 4

imagem 4

O bolso foi cortado com 19 cm de largura por 21,5 cm de comprimento. Antes de ser aplicado, recolheu-se 0,5 cm alinhavando, nas beiras laterais e inferior; e novamente mais 0,5 cm da mesma forma: alinhavando e nas beiras indicadas acima. Na beira superior, recolheu-se 1 cm + 1cm e coseu-se na máquina (imagem 5).

imagem 5

imagem 5

Cose-se o bolso ao tecido, o mais à beirinha possível nas beiras laterais e inferior. Aqui preferi também passar uma costura aos 8 cm da beira para que resultasse num bolso duplo. No final das costuras, reforcei-as com uma mosca (imagem 6).

imagem 6

imagem 6

Tratado o bolso, direccionamos a nossa atenção para a alça. O seu comprimento final deverá ser 70 cm. Assim, cortei-a inicialmente com 80 cm, contando com 5 cm (para cada lado) para a fixação da alça à bolsa. Apliquei o tecido padronizado de um dos lados, alinhavando, ficando o outro liso. Desta forma, ambas as faces terão uma alça a condizer ;O) – imagem 7

imagem 7

imagem 7

Passei costuras a cerca de 0,5 cm da beira e uma central.  E cá está o resultado:

imagem 8

imagem 8

Depois do bolso e da alça tratados, vamos juntar os dois tecidos resultantes da t-shirt, cosendo-os pelo avesso nos lados laterais e inferior a cerca de 1 cm da beira. Como podem ver na imagem 9, a zona compreendida entre os dois alfinetes (a vermelho) fica aberta por agora.

imagem 9

imagem 9

Fazemos uma operação semelhante com os pedaços de tecido padronizado. Mas atenção, no lado inferior deixamos uma abertura de cerca de 15 cm e os valores de costura são de 2 cm ao invés de 1. Na imagem 10, atentem nas linhas vermelhas – serão essas zonas a ficar abertas até novas indicações. Temos agora duas espécies de sacos individuais.

imagem 10

imagem 10

Este passo é opcional mas aconselhável: chulear as beiras de ambos os elementos e cortar o tecido excedente, excepto na zona aberta inferior do saco padronizado. Essa será deixada com os 2 cm iniciais uma vez que não é chuleada.

imagem 11

imagem 11

É agora altura de marcar a linha de costura dos lados superiores dos sacos e de virar o saco da t-shir para o lado direito; o padronizado continua a ser trabalhado pelo avesso.

Unimos a alça ao saco da t-shirt com o lado liso na direcção do saco e o lado padronizado para cima. A união foi feita com uns pontinhos à mão, mesmo à beira do saco; estes pontinhos vão ficar escondidos pelo que não necessitam de ficar perfeitos.

imagem 12

imagem 12

Colocamos o saco da t-shirt já com a alça acoplada dentro do saco padronizado, este último ainda pelo avesso.

imagem 13

imagem 13

Junta-se os lados superiores de ambos os sacos, alinhavando por onde vamos depois costurar (imagem 14). Costuramos, unindo finalmente os sacos um ao outro.

imagem 14

imagem 14

Pela abertura deixada no lado inferior do saco padronizado, puxamos o saco da t-shirt e a alça, virando tudo para o lado direito.

imagem 15

imagem 15

Cosemos a abertura no saco padronizado, já pelo direito, à mão ou à máquina. Eu fechei-a à mão com ponto invisível.

imagem 16

imagem 16

 Pesponta-se a beira da bolsa para um acabamento mais bonito,

imagem 17

imagem 17

e reforça-se a união das alças com o pesponto habitual.

imagem 18

imagem 18

E está terminada! Cá temos a vista da bolsa pela face da t-shirt:

imagem 19

imagem 19

e pela face padronizada:

imagem 20

imagem 20

1 Comentário (+add yours?)

  1. Cristina
    Abr 05, 2013 @ 19:42:29

    Super giro! adorei

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: